Informativo

Conheça 14 métodos diferentes de preparo do café

A forma de preparo é tão importante que influencia no preço da bebida, com variação que vai de R$ 6,50 a R$ 17


Por Naiara Araújo (naiara@sfarming.com.br)

O café coado, seja com coador de pano ou de papel, e o espresso são os mais populares entre os brasileiros. Porém, existem outros métodos de preparo da bebida que podem ganhar espaço nas cafeterias e nas casas brasileiras, influenciadas pela cultura de outros países. Inclusive há tipos de preparo luxuosos, como o método que utiliza um filtro de café fabricado com ouro 23 quilates.

De acordo com a Associação Brasileira da Indústria de Café, a adição de água quente ao café torrado e moído, produzindo então a bebida café, é um processo chamado de infusão, e pode ocorrer por filtragem, percolação, prensagem ou pressão. Cada um desses tipos de infusão produz bebidas distintas e há ainda muitas variações desses métodos. A cafeteria paulista Octavio Café, por exemplo, oferece 14 diferentes formas de preparo do café. Segundo Edgar Bressani, CEO do Octavio Café, o modo de preparo preferido dos clientes é o espresso. “Em segundo lugar, o coador, por toda a memória afetiva que carrega. Já em terceiro é o Clever, que deixa o café bem encorpado”, diz Bressani.

O método de preparo é tão importante que influencia diretamente no preço do café. O espresso é o mais barato e custa R$ 6,50. O café coado no filtro de ouro custa mais que o dobro, com a xícara valendo R$ 14, enquanto o Chemex e o Syphon Coffee chegam a custar R$ 17. Somente o espresso é servido na xícara pequena, todos os outros têm o mesmo tamanho e são servidos na xícara média. Para o executivo, o interessante de oferecer tantos métodos é que cada um destaca uma característica diferente do café, podendo agradar diferentes consumidores. “Com os métodos, o cliente descobre que pode ter um café mais doce, mais ácido ou o que melhor agrada o seu paladar”, afirma.

Conheça alguns métodos de preparo:

1 – Aeropress

A máquina Aeropress, criada em 2005 por um inventor de brinquedos nos Estados Unidos, tem um formato de cilindro. Segundo Bressani, ela extrai as propriedades do pó por pressão do ar, quebrando os sólidos e mantendo os óleos essenciais do café. A sua forma de preparo parece uma injeção.

2 – Cafeteira Italiana ou Moka

Nesse método o café é preparado por meio da pressão da água, que passa pelo pó do café e resulta em uma bebida encorpada similar ao espresso. “Este é um método que até se vê bastante no Brasil e na casa das pessoas”, diz o CEO da cafeteria.

3 – Chemex

Inventada por um químico em 1941, tem seu formato único e afunilado onde o coador e o recipiente são interligados, o que ajuda a manter a temperatura e resulta em uma bebida mais limpa. “Gosto muito dela porque parece também um decanter de vinho. Sendo assim, permite explorar muito os aromas do café”, afirma Bressani.

4 – Clever

Segundo Bressani, o “Sistema Inteligente de Café”, em tradução livre, foi inventado em 2009, em Taiwan. Esse método proporciona um café que também é coado, mas com diferentes tempos de infusão, que variam de acordo com a moagem. No Octavio, eles usam uma granulometria média/fina e deixam em infusão por 1 minuto e 40 segundos.

5 – Coador de Pano

O método mais utilizado pelo brasileiro é por meio do coador de pano. “Este método libera todos os óleos essenciais e os aromas que nos remetem ao passado, ao café preparado na nossa casa”, afirma Bressani.

6 – Dutch Coffee

O método de preparo Dutch Coffee foi inventado no Japão em 2011. A água gelada passa lentamente pelo café através de gotejamento, evitando a extração da cafeína. É uma forma de preparo muito comum na Ásia e pouco conhecida no Brasil.

7 – Espresso

O preparo do café espresso acontece por pressão. Nesse caso, o café é moído na hora e colocado no filtro da máquina de espresso. Em seguida, o pó recebe uma pressão de nove quilos e água aquecida a 90 graus por, aproximadamente, 30 segundos.

8 – Filtro de Ouro

Utilizando um filtro fabricado com ouro 23 quilates, nesse método os óleos do café não são absorvidos como no filtro de papel, proporcionando mais sabor à bebida. Além disso, como ele é preparado em cima da xícara, na frente do cliente, é considerado mais charmoso e o favorito de Bressani. “Não é um método que é feito lá atrás do balcão e que depois chega apenas a xícara. É um ritual que fascina”, afirma o CEO.

9 – French Press ou Prensa Francesa

Muito popular na Europa, o café fica em infusão por quatro ou cinco minutos e tem um sistema de embolo que separa o pó da infusão. Segundo Bressani, esse método de preparo exige uma moagem do café mais grossa.

10 – Glass Filter

Criado na Alemanha pelo Coffee Consulate, de Mannhein, o Glass Filter é projetado para uma única xícara. Como diz o próprio nome em inglês, é um filtro de vidro. Segundo Bressani, é muito charmoso e, embora seja pequeno, cada filtro custa, em média, 100 euros.

11 – Hario V60 / Hario Iced Coffee

Desenvolvida no Japão, o Hario V60 é um suporte para filtro feito em cerâmica. Ele tem sulcos em espiral presentes em sua extensão, que permitem um fluxo contínuo e homogêneo da extração.

12 – Soft Brew

Segundo Bressani, o Soft Brew, criado em Milão, é um método de preparo que proporciona uma infusão suave no pó. Segundo o designer George Sowden, criador do método, esse processo não “força ou pressiona”, fazendo com que “o gosto natural de café” seja extraído. A extração é feita através de um filtro metálico, que é encaixado dentro da peça de porcelana. Nesse método, a filtragem é feita através de centenas de pequenos furos.

13 – Syphon Coffee

Também conhecido como cona vácuo, syphon, vacpot, vacuum Coffee maker, ou, ainda, globo ou globinho, é um método de preparo por infusão, que funciona por meio do princípio de transferência térmica e vácuo. Criado em 1840 por um engenheiro naval escocês, é composto pelas seguintes peças: dois globos de vidro, sendo um deles como um funil, um filtro, a base e a chama. O resultado é uma bebida de doçura alta, acidez alta e corpo médio.

14 – Turco ou Ibriq

Conhecido por ser o primeiro método de preparo de café torrado. “Utilizamos pequenos bules, a moagem é super fina e o café é fervido por três vezes para que o pó possa decantar”, diz Bressani. “Usa-se ainda a receita tradicional ou com adição de cardamono”. Muito popular no Oriente Médio e também na Grécia.


Este artigo pertence ao site Successful Farming, publicado no dia 01/07/2016
Todo o conteúdo e imagens desse artigos são de propriedade intelectual de Successful Farming.
Pode ser acessado pelo endereço: http://sfagro.uol.com.br/metodos-preparo-cafe/